O que cabe neste livro?

O Livro dos Erros de Corinna Luyken, Fábula

Errar. Sempre ouvi dizer que errar é humano. Isso faz-me pensar na condição humana: uma condição em que, por muito que tentemos evitar, iremos, algures no tempo, cometer erros. Errar faz parte do nosso crescimento e é através do erro que alcançamos a construção do conhecimento. Mas afinal, o que é errar?

Continue a ler “O que cabe neste livro?”

Imagens reais e primeira infância

Antes de sabermos ler o código escrito aprendemos a ler o mundo à nossa volta: ele é feito de imagens. A forma como vamos percecionando o que nos rodeia vai se modificando ao longo do tempo. A leitura de imagens reais desde os primeiros meses torna-se assim uma atividade fundamental tanto para o desenvolvimento da própria percepção visual como também para a construção do eu em relação ao meio envolvente.

Continue a ler “Imagens reais e primeira infância”

O que cabe neste livro?

O Senhor da Dança de Véronique Tadjo, Falas Afrikanas

Neste livro cabe uma máscara de madeira, o misticismo e a importância dos contos africanos.

A máscara “vivia com o céu e com a terra” e convida-nos a dançar com a lua, com as estrelas e com o sol. Ao fundo, ouvimos um tambor.

Continue a ler “O que cabe neste livro?”

O que cabe neste livro?

Ainda nada? de Christian Voltz, Kalandraka

Eis que o Ainda nada? volta a ser reeditado pela Kalandraka. Para mim foi uma longa espera… Ofereci o meu, que me acompanhava desde o tempo em que trabalhava como educadora de infância. Quando quis voltar a comprá-lo deparei-me com uma espera de mais de dois anos. Uma espera que valeu muito a pena. Este livro tinha de voltar a estar na minha biblioteca de livros ilustrados. Mais uma vez, o Ainda nada? ensinou-me a estar à espera.

Continue a ler “O que cabe neste livro?”

Por uma Educação Antirracista

Após o assassinato de George Floyd seguiram-se várias manifestações antirracismo por todo o mundo. Há dias chegou a vez da revolta ser marcada nas estátuas. Em Portugal, da vandalização da estátua do Padre António Vieira, muito se disse, pensou, escreveu. Também pela minha cabeça se passaram vários pensamentos e ideias. No entanto, esta e outras questões só ficarão bem resolvidas dentro de todos nós quando encararmos um dos nossos problemas de raiz: o sistema educativo.

Continue a ler “Por uma Educação Antirracista”

Pandemias

Estive cerca de dois meses e meio em isolamento social tal como muitas outras pessoas por esse mundo fora. Ao longo deste tempo tive oportunidade para refletir sobre várias questões. A Terra continua a girar e não é por estarmos num modo de vida diferente devido ao Covid-19 que todos os problemas que tínhamos antes ficaram resolvidos. A estes juntaram-se outros. Vou então nomear aqui algumas das “pandemias” que me têm andado a perturbar os pensamentos.

Continue a ler “Pandemias”

O que cabe neste livro?

O Jaime é uma sereia de Jessica Love, Fábula

Para celebrar o Dia da Criança venho-vos falar desde livro, uma das minhas aquisições durante o Estado de Emergência. É fácil compreender porque é que O Jaime é uma sereia ganhou a categoria de Opera Prima. Eis uma história de amor incondicional ilustrado poeticamente. Quando folheei este livro pela primeira vez senti-me completamente absorvida… a sensação mantém-se por muitas vezes que o faça.

Continue a ler “O que cabe neste livro?”

O que cabe neste livro?

Big Bang Boom! – Da criação do Universo à origem da Vida, de Margarida Botelho (texto e ilustração) e Mário Rainha Campos (fotografia), Edição de Autor

O novo livro de Margarida Botelho em colaboração com Mário Rainha Campos é uma compilação do resultado de quatro anos de oficinas com pais e bebés.

Continue a ler “O que cabe neste livro?”

Nos Museus fazem-se perguntas?

Os museus reabriram. Acho que é devido à sua reabertura que tenho pensado bastante na ideia de museu enquanto forum: um espaço onde se discute, onde se argumentam pontos de vista, onde se questiona a História. Faz falta haver mais espaço de debate nos museus. E faz falta questionar a História. Vivemos mergulhados em pontos de vista eurocêntricos, muito à custa daquilo que são os manuais escolares, com terminologias com as quais não concordo e uma boa dose de preconceitos, nomeadamente de género (mas isso dava para, pelo menos, mais meia dúzia de artigos aqui no blog…fica para um dia destes).

Continue a ler “Nos Museus fazem-se perguntas?”

O que cabe neste livro?

O jardim de Babaï de Mandana Sadat, Bruaá Editora

Os livros ganham significados diferentes consoante as nossas experiências de vida. Se antes este livro era para mim, sinónimo de diversidade e comunhão, hoje em dia, com as normas de isolamento social, a sua leitura ganha toda uma nova dimensão.

Continue a ler “O que cabe neste livro?”