O que cabe neste livro?

A tua canção, Inês Castel-Branco, María Ella Carrera e Xavier Melloni, Pequena Fragmenta

A primeira vez que li A tua canção o desejo de ser mãe já me habitava o coração e a mente…talvez por isso me tenha tocado particularmente. A verdade é que dentro de mim já ia nascendo uma canção.

Neste livro cabe a representação de África e a transcendência daquilo que é o amor. Ficamos a conhecer uma tribo africana onde cada um tinha uma canção única, pois quando uma mulher sabia que esperava um filho, juntava-se às outras mulheres da comunidade para entrarem na selva e descobrirem juntas a canção do novo ser. Cada canção é única tal como cada ser humano o é.

Quando a canção surgia, a futura mãe ia cantarolando essa melodia. Quando o bebé nascia, toda a comunidade lhe dava a as boas vindas a este mundo cantando-lhe a sua canção.

Esta melodia acompanhava a criança em todos os momentos chave da sua vida e não só: ela própria a cantava quando se sentia triste. A canção era cantada no seu casamento, no leito da morte… e até quando fazia alguma coisa errada. Nestas situações a comunidade fazia um círculo à sua volta e cantava-lhe a sua canção para que voltasse a si mesmo.

Neste livro cabe a palavra “UBUNTU” que significa “eu só sou feliz quando todos somos felizes”; uma palavra onde não existe espaço para o egoísmo e onde a individualidade é respeitada. Neste livro cabe o universo feminino, a comunidade, o amor e a maternidade.

A tua canção remete-nos à ideia de tribo enquanto comunidade que se apoia mutuamente. Não se sabe bem se se trata de uma lenda ou de uma história verídica.

As ilustrações que acompanham a narrativa são poéticas e criaram no meu imaginário a grandeza do continente africano, nomeadamente através da forma humanizada como esta tribo se relacionava. Uma história que nos recorda da necessidade que temos uns dos outros, da importância das relações que estabelecemos ao longo da vida. Todos precisamos de uma tribo. Quem constitui a vossa?

A editora Pequena Fragmenta (que correspondia à coleção infantil da Fragmenta) tem a sua continuação na Akiara Books, uma editora cujo leque de publicações nos remete à introspeção, aos valores humanos e ao pensamento… livros valiosos que enriquecem miúdos e graúdos. No final de cada livro podemos ainda encontrar um guião e algumas perguntas para nos fazerem ir mais longe na reflexão provocada pela história.

UBUNTU.

Publicado por anasofianunes

Educadora, mediadora cultural e da leitura

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: